People marketing: o segredo das suas vendas



Não é mais novidade que um dos segredos do sucesso está em enxergar o indivíduo que compõe o seu cliente e que por isso, mais do que uma base de contatos, é preciso construir uma base de pessoas.

O people marketing significa justamente isso: saber com quem se está falando para potencializar sua capacidade de vendas, gastando menos para atingir quem realmente irá converter. A metodologia é focada em identificar quem não está preparado para converter imediatamente com a sua marca e criar um relacionamento orgânico de longo prazo através de interações humanizadas e multicanais.

Sua diferença para outras estratégias como Inbound Marketing e Outbound Marketing está no seu objetivo que não é na captação, mas sim na manutenção de pessoas que já se interessaram por um determinado produto ou serviço. Aplicado ao mundo da venda de seguros, é pensar quem quer apenas manter o pacote já contratado, quem teve mudanças cotidianas que podem levar à outras aquisições (um filho, uma promoção...) e nutrir com o conteúdo e abordagem de forma correta.

A jornada completa que envolve a metodologia do people marketing passa por quatro fases, confira a seguir como adequar-se a cada uma delas:

- Identifique seus clientes: caso você ainda não tenha dados completos da sua cartela de clientes, é hora de colocar mãos à obra: comece captando (ou conferindo) nome, e-mail, rede social, sexo, faixa etária e cidade de cada um. Além disso, dá para personalizar conforme sua necessidade, assim fica mais fácil a customização do contato e mensagens de marketing.

- Engaje seus clientes: como já dito anteriormente, no people marketing o foco é conversar. Por isso, planeje suas ações do ano todo com foco no que irá causar a interação do cliente. É uma dica de segurança? Um alerta sobre a importância da manutenção do carro?

- Converta: com uma conversa já estabelecida e uma base de dados sólida, é chegada a hora de bater a meta. No entanto, caso se sua base de leads não cresce de forma saudável e qualificada, é hora de olhar com mais atenção para essa métrica. Analise o comportamento da jornada de negócio com esses clientes e invista em visitas e mensagens customizadas de acordo com o nível de engajamento de cada um e com as categorias e produtos com as quais interagiu.

Dessa forma, você consegue prever com mais precisão o comportamento dos consumidores em vez de apenas olhar no espelho retrovisor com análises de dados históricos.

- Retenha a clientela: quando uma compra termina? Sua resposta pode até ser “quando o cliente assina o contrato”. Mas, para o cliente, esse é só o começo. A sensação de segurança é o ponto de partida. Por isso, é fundamental aproveitar esse momento de engajamento com a marca para fazer com que esse cliente se relacione com sua marca e compre outras vezes – já parou para pensar como um produto cruzado pode ser oferecido?

Para isso, continue monitorando o comportamento da sua base e envie mensagens periódicas que façam sentido, seja para incentivar a descoberta de novas possibilidades, para renovação de serviços ou para continuar o relacionamento até que ele esteja pronto para a próxima compra. E não é para mandar aquele e-mail marketing genérico, viu? É enviar conteúdo relevante.

Uma das formas de se posicionar estrategicamente e de forma personalizada ao seu cliente está no uso de ferramentas que auxiliem você na busca por agilidade e efetividade em seus processos. Nós contamos com as melhores soluções de TI para o mercado de corretores de seguro. Entre em contato hoje mesmo.

materiais em destaque

Blog

Carros autônomos e o impacto no mercado de seguros

O anúncio feito pela Tesla recentemente sobre a evolução do sistema Autopilot... Continuar Lendo

Blog

Crescimento marca primeiro bimestre de 2019

Apesar de um cenário sem otimismo latente, o mercado de seguros começa 2019 e... Continuar Lendo

Blog

MULTI com cotações de MOTO

A partir de agora, além de Auto e Residencial, o MULTI pode s... Continuar Lendo

O que você está buscando?

Informe seus dados que entraremos em contato.

OPS!